Mulheres

Como todos os queridos e amadas frequentadores e amigos de nosso cafôfo bem sabem, adoro brincar com as diferenças entre homens e mulheres. E, claro, se estamos brincando… naturalmente faço várias brincadeiras e (porque não?) sacaneio bastante com nossas lindas amigas mulheres.

Como sabem também, isso não passa de brincadeira, pois nunca tive a intenção de esculachar ou de “ensinar” as mulheres a viver. Pelo contrário… brinco com as diferenças de pensamento, mas por milhares de vezes as elogio por diversos motivos.

Se por um lado não sou muito fã dessa história de “Dia das mulheres”, pois para mim TODOS os dias são das mulheres, por outro lado não deixa de ser um ótimo pretexto para parabenizá-las por existirem.

Mulheres… obrigado por existirem!

Então… o post de hoje é dedicado a todas as maravilhosas mulheres desse mundo; em especial às brasileiras, que para mim são as melhores. Parabéns! =)

 

 

Mulheres

Mulheres, mulheres… ahhhhhh… Mulheres…

Vou ser honesto. O mais honesto possível.

Quantas vezes xinguei várias de vocês. Quantas vezes “enfiei todas no mesmo saco” e maldisse toda uma classe feminina com adjetivos realmente pouco elogiosos. Quantas vezes as odiei.

Afinal, quem nunca teve suas discordâncias?

Não… não odeio “as mulheres”, nem nunca odiei. Odiei apenas o fato de vocês pensarem tão diferente, parecerem tão incompreensíveis, terem tantas nuances tão complexas e profundas. Tomarem decisões tão diferentes e que achei idiotas. Não as mulheres… as decisões. E quem toma decisões idiotas, julgamos cruelmente.

Mas nunca descontei isso nas minhas adoráveis amigas (amo vocês, amigas! De S2). Apenas… tentei entender. E, de fato, me esforcei para isso. Acho até que consegui bastante. MUITO graças a elas, maravilhosas amigas (amo vocês… já falei isso?).

A vida ensina. A aprender, a ensinar e a perdoar. E assim… vamos vivendo, tentando entender as diferenças. O convívio é difícil, mesmo com seu melhor amigo. Como não ser quando há profusões de sentimentos e diferenças tão marcantes e pensamentos diametralmente opostos? Assim é a vida de um homem e uma mulher. Mesmo que amigos.

Mas quem nunca discordou e – por conta disso – odiou alguém, mesmo que por breves instantes? Se odiamos por vezes as atitudes (chatas) de nossas mães – mulheres, por sinal – a quem tanto amamos e veneramos, como não fazê-lo por pessoas que não temos igual apreço visceral?

Perfeição? Não existe, nem de minha parte, nem da de vocês. Aprendemos juntos. Erramos juntos.

Então… eu devo estar dizendo que o fato de sermos tão diferentes é um problema enorme, né?

Não.

Estou apenas dizendo que isso gera conflitos. Mas… peças diferentes são as que se encaixam. Que se complementam e se completam. E só assim você aumenta de tamanho. Porque uma peça é somente uma peça, por maior ou mais bela que seja. Mas duas peças… sempre formam algo mais. E sempre serão mais… DESDE QUE elas se encaixem. Senão… serão apenas duas peças soltas, belas e incombináveis.

Se temos virtudes e defeitos, como homens que somos, as mulheres também tem. Mas as virtudes? Ahhhh… gloriosas e maravilhosas virtudes. E as virtudes das mulheres são incríveis. Coisas que o mais perfeito e maravilhoso homem da história da humanidade jamais será capaz de fazer. De sequer copiar. Simplesmente porque não somos capazes.

A capacidade de fazer 10 coisas ao mesmo tempo e, de verdade, prestar atenção em TODAS. A capacidade de superar barreiras para estarem bonitas, doa o que (e a quem) doer. A capacidade de mudar. A capacidade de amar. De superar os amores tão rapidamente e pular pra outra. A capacidade de gerar uma vida dentro do próprio corpo e fazer daquela vida uma parte intrínseca do seu próprio ser, mesmo que não mais faça parte de fato. A capacidade de cuidar de filhos, marido, namorados, trabalho, do lar, e não perder a capacidade de sonhar.

Toda mulher é única. E só consegue ser única porque toda mulher são muitas em uma só. Cada mulher é um conjunto de pessoas dentro de si mesma. E isso, devo confessar, nós homens não conseguimos, nem jamais conseguiremos ser.

Cada vez mais eu vejo as mulheres querendo se igualar aos homens. Sim… vivemos ainda em uma sociedade machista, por mais que isso venha mudando e já esteja muito melhor. Direitos iguais SEMPRE!

Mas… por favor, mulheres. Não deixem NUNCA… de serem… MULHERES!

 

Reclamamos sim! Mas amamos vocês assim. Não tentem competir conosco. Ou ser como nós.

Sejam o que são.

Sejam mulheres SEMPRE. Por favor! Isso é um honesto e singelo apelo. Completem-nos.

E assim… seremos todos felizes! Mesmo com as discordâncias e reclamações. Elas são somente… um “charme”.

E quem ama… adora um charme.

 

Feliz Dia das Mulheres. Vocês merecem!

Tags: ,

3 Respostas to “Mulheres”

  1. Adriana Says:

    Nós amamos quando MAIS odiamos, somos realmente complexas rsrsrs

  2. Aline Says:

    sim. ainda bem que somos diferentes. homens e mulheres. o encontro perfeito. a força e a delicadeza, a falta de senso de direção e a falta de bom senso, a fome e a vontade de comer. beijos

  3. Dia internacional das mulheres. | Divora Says:

    […] com esse texto do nosso querido Homem Invisível e descaradamente eu roubei isso do blog dele (o Reino Invisível) e repasso pra vocês na […]

Obrigado pelo seu comentário! Volte sempre... =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: