Tabus (e loucuras de uma mente insana…)

Os ranços da sociedade são impressionantes. Afetam nosso dia a dia de forma absurda, que chega a ser incrível como em pleno século XXI ainda temos pensamentos tão retrógrados sobre tantos assuntos.

Esses ranços existem porque alguém muito influente, poderoso, querido, admirado ou sei lá o quê que fez tanta gente escutar e seguir sua opinião, falou alguma bobagem e pumba. Virou “verdade”. E a partir daí, esse pseudo conhecimento vem à tona de toda uma sociedade, como se fora uma verdade absoluta, passada de geração em geração por dezenas ou centenas de anos.

Simples mentiras camufladas de ciência. Manipulações coletivas disfarçadas de moral.

Isso se aplica ao sexo.

Tabus e segredos. Mentiras seculares.

Mas não só ao sexo. Digo em tudo mesmo. Se aplica desde o medo de tomar manga com leite até os pelos na mão de quem se masturba.

Mas um tabu que me intriga é quanto à bigamia.

Por que uma pessoa não pode ser “completada” por duas pessoas?

Por que temos que depositar TODAS as nossas esperanças e desejos em cima de UMA só pessoa?

A perfeição existe? Digo… a perfeição de “encaixe” entre uma pessoa e outra, de forma que absolutamente NADA do que você sonha, deseja e gosta vá faltar, pois a outra pessoa a completa perfeitamente, como um quebra-cabeças.

Isso existe?

Talvez para alguns.

Talvez não para outros.

E se… uma pessoa lhe completa psicologicamente, mentalmente, e você adora compartilhar tudo com essa pessoa, inclusive as noites de prazer. Mas que, de repente, outra pessoa lhe satisfaça totalmente outras áreas de seus desejos de forma que o primeiro nunca conseguirá fazer, afinal não tem “talento” para aquilo. Afinal as pessoas são diferentes.

Não que isso seja comum, maaaaas…

E se os 3 concordam em viver juntos?

Mas… aqui… no Brasil? Quem aceita? Quem aprova?

A moral reprova.

A religião condena.

Os ensinamentos de pai-pra-filho / mãe-pra-filha explicam que “isso não pode”.

Não pode POR QUE?

Um dia ainda vou entender por que, tudo o que é diferente da maioria, é “errado”. Ao meu ver, É DIFERENTE, e não necessariamente ERRADO.

Tanta coisa a maioria faz errado! Mas para mim… Errado é fazer mal pro outro. Errado é manipular pessoas mais inocentes que você. E errado é ser infeliz porque “os outros” não gostam do que você faz com sua própria vida!

Mas isso… a moral reprova… a religião condena.

Entretanto… na prática… PODE. Afinal… vemos isso todos os dias nas ruas, no serviço, no Congresso, e talvez até em sua própria família. E essas pessoas são muito menos “julgadas”, malvistas e punidas pela sociedade do que um simples bígamo ou um homossexual, que apenas exerce seu humilde direito do livre arbítrio. Sem prejudicar ninguém.

Por que?

Tags: , , , , , , , , , , ,

Obrigado pelo seu comentário! Volte sempre... =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: