O(A) Ex…

Uma coisa que sempre me intrigou é o ex-namorado. Não… não me interessei por ele, afinal esse Invisível é “sujeito hómi”. Mas há como resistir à curiosidade de querer conhecer ou saber detalhes sobre o(a) ex de seu enrosco? Duvido que você que está lendo este texto não tenha sucumbido pelo menos uma vez a essa tentação.

Existem vários tipos de “ex”, afinal ele nada mais é do que o passado. E como o passado aconteceu? Quem não quer saber? Maldita curiosidade…

O ex pode ser aquele “safado galinha do meu ex-namorado” que você não quer ver nem pintado de ouro. O ex também pode ser “aquela gostosa que nunca mais quis sair comigo”, ou “o grande amor mal-resolvido da minha vida”. O ex pode ter levado um chute para o meio campo, como pode ter deixado cicatrizes na sua nádega direita. Situações muito diferentes.

Há boas lições a se tirar dessa experiência, desde que você tenha sangue-frio suficiente para tanto. Ao entender como era o antigo namoro, você poderá entender o que ela espera de um homem, observar os erros que o outro cometeu (ou que nem foram erros, mas ela os considerou assim), tipo físico admirado e outras coisas mais.

Você talvez entenda certas condutas de sua patroa. Traumas. Como ela ser extremamente vigilante e desconfiada, pois seu ex lhe presenteou com um belo par de chifres. Não suportar futebol pois seu ex era fanático. E por aí vai. Então podemos dizer que seria bom saber tais informações, pois elas podem ser extremamente úteis para o bom andamento de seu relacionamento.

O problema é o ser humano, bichinho curioso e imaginativo. A gente simplesmente não consegue se ater somente aos fatos, sem imaginar o que acontecia ou tentar ir mais a fundo. E, como sabemos, a mensagem está em quem escuta, e não em quem diz. Ou seja, você interpreta como quiser os fatos relatados e, muitas vezes, os enxerga pela pior ótica possível. Aí está a grande armadilha…

Quem já fez isso (pode confessar, vai…) sabe que você tem muito mais a perder do que a ganhar nesse assunto. Salvo raras exceções, a tendência a se decepcionar com sua cara-metade é gigantesca. Afinal, todo homem ou mulher deseja um safado a seu lado e um santo para o mundo. E, a não ser que sua cara metade seja a Sandy – versão pré-Devassa – você irá descobrir que ela não é tão santa assim…

A situação piora quando você (maldita curiosidade…) quer saber mais. E aí começam a entrar os detalhes sórdidos. Todo homem ou mulher quer um parceiro bom de cama. Mas… como ser bom de cama sem ter feito sexo? E se não foi com você… bem… já sabemos com quem foi. E tome-lhe delírios dela chupando ele como o último picolé do deserto, ele na cama com ela de quatro enlouquecida, ela trepando no meio da rua sem o menor pudor, ele com duas vadias, ela com um negão de 28 cm. Não importa pra que lado sua imaginação vai correr, mas com certeza suas visões não serão lá muito agradáveis.

Permita-me uma digressão. Qual a diferença entre um espírito e um fantasma? “Tecnicamente”, o espírito é a alma de alguém que desencarnou. O fantasma também. Mas assombra… assusta… e vem puxar seu pé à noite. Então poderia se dizer que o “ex” é um espírito para quem o tem e é um fantasma para a outra metade. Passado para um, tormenta para outro. Página virada para um, folha guardada na agenda para o outro…

Depois da aula Ghostbusters/Kardecista, voltemos aos fatos: é sempre fácil achar que o ex pode tirar seu lugar, ou pelo menos balançar as estruturas de seu barraco. Às vezes até pode mesmo, mas quase sempre é só a sua imaginação. Afinal, em 90% dos casos, se ela quisesse mesmo o ex e não você, ela estaria com ele. Ou pelo menos chorando por ele. É piração, claro… mas fácil pirar nessa idéia. Haja autoconfiança…

Mas como mudar o passado? Sabemos que fazemos loucuras e besteiras ao longo da vida, e uma vez feito não há como mudar, mesmo que você se arrependa. E, mesmo que você tenha se arrependido, nada irá mudar a cabeça de seu parceiro sobre as idéias que ela já formulou em sua cabeça.

Então eu me pergunto: vale mesmo à pena querer saber detalhes do(a) ex?

E como resistir?

Maldita curiosidade…

Tags: , , , , , , , , ,

Obrigado pelo seu comentário! Volte sempre... =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: