As vozes e nossa imaginação

Olá. Bom revê-los. Acomode-se, pegue uma cerveja no frigobar aí do lado e vamos trocar dois dedinhos de prosa. Aliás… é exatamente sobre isso que eu queria falar. Fique à vontade…

Vozes

De tantas e tantas perversões e taras recorrentes, uma me veio à cabeça, talvez por conta da morte do incomparável, e já saudoso, Lombardi. Calma… nem me passou pela cabeça algum tipo de contato com ele. Mas, dentre todos os fetiches, um tem enorme destaque: a voz.

E por que, ó besta Invisível? Simples: é porque a voz é um dos maiores instrumentos de conquista, desde Adão (que, como se sabe, conquistou Eva com suas cantadas proferidas com sua voz sedutora). Vai dizer que você nunca fantasiou sobre como seria aquela locutora do programa de rádio matinal (Loira? Morena? Alta? Baixa?). Ou sobre quem seria o dono da voz grave e aveludada daquele programa de flashbacks da madruga? Duvido que nunca tenha viajado nisso…

Hoje, onde quase todas as rádios têm websites com sessões e galerias de fotos, a curiosidade pode ser mais facilmente sanada. Mas até pouco tempo atrás as coisas eram muito diferentes. Lembro-me quando conheci algumas. Uma, que eu escutava todo santo dia voltando do serviço, povoava minha imaginação. Sempre achei que ela era loira (nada a ver com comentários pouco brilhantes), mas que nada! Era uma morena de rastafári. Curioso…

E o que não dizer de vozes como a do nosso homenageado Lombardi? Quem não conhece aquela voz? “Oi, Silvio…!” Durante anos ele foi apenas uma voz. Uma “voz sem corpo”. Hoje todos sabem seu rosto, mas apenas por conta das notícias de seu falecimento. Mas existem outras “vozes sem corpo”. Por exemplo? A voz que vem depois do “tan-tan… tan-tan-tan… tan-tan-tan… Chamada a cobrar… Diga seu nome e a cidade de onde está falando…”? Como será a cara daquela mulher?

E a voz do aeroporto? Rapaz… que voz é aquela? A voz da tia do metrô, do aviso para desligar o celular no cinema, do comercial e da vinheta da TV? São várias, masculinas e femininas.

Uma bela voz tende a provocar uma imagem em nossa mente de uma pessoa condizente com o que ouvimos. Uma voz grave, segura, pausada, à la Cid Moreira, transmite segurança e confiabilidade. Natural imaginar um homem bem vestido, cabelos levemente grisalhos e cara de galã. Já uma voz mais descolada, mais aguda e com um linguajar mais usual, faz você imaginar um garotão, talvez um surfista.

É inconsciente! Daí o fato da indústria de publicidade utilizar-se de diversos tipos de voz para fazer propaganda. Você já viu uma chamada de um show de rock com uma voz estilo William Bonner? Comercial de banco com a voz do Felipe Dylon? Acho que não.

Por causa disso, o Tele-sexo fez tanto sucesso (susexo?). Vozes roucas, insinuantes, com graça e malícia fizeram com que milhares e milhares de cuecas mundo afora ficassem com suas mãos mais cabeludas. Não importa se você está falando com uma mulher com 3 filhos, 52 anos e que está fazendo as unhas no momento. Você irá imaginar uma morena de tirar o fôlego, seminua e com a xana mais molhada que as Cataratas do Iguaçu. É enganação? É… mas muito rapaz já estourou o cartão nas noites solitárias de sabadão.

No dia a dia não é diferente. Uma bela voz faz você imaginar loucuras, mesmo que seja o gerente do banco avisando que sua conta bancária estourou o limite. Há boas possibilidades de que você vá qualquer dia desses ao banco conhecê-lo pessoalmente, ”só pra ver a cara daquele tal Dr. Chaves”.

E a voz daquela atendente de Telemarketing que tenta lhe vender Seguros de Vida? Dá vontade de fazer um seguro pra sua cabrita só pra convidá-la pra um chopp na sexta feira… Tenho uma amiga que, a cada vez que atende ao telefone, o rapaz do outro lado tem um orgasmo. Ela é um fenômeno…

Por outro lado, nada mais broxante do que ver aquela fêmea-escultural-com-uma-bunda-que-meu-Deus-do-céu que, ao perguntar as horas, você descobre que tem voz de pata grávida… Do mesmo jeito que seu amiguinho subiu ao ver sua bunda, ele desce ao ouvir sua voz. Imagina ela gritando na hora do orgasmo? Ufa. Ninguém merece…

Ou descobrir que a dona daquele par de peitos enlouquecedores tem a voz mais grossa que a do seu pai… Ou ainda que aquele marombado jiu-jiteiro, com bíceps maiores que o seu pescoço, parece a Kelly Key falando.

Mas há sempre um grande detalhe a se considerar: O QUÊ se fala? Uma bela voz deve sempre, claro, falar algo que preste. No sexo, por exemplo, nada melhor do que aquela voz rouca arfando e gemendo um “vai, mete tudo nessa sua safada…”. E pra mulherada, uma bela dança com um rapaz sussurrando com “aquela” voz: “Vamos sair daqui que eu vou te pegar de jeito…”.

De nada adianta aquele belo galã chegar, olhar fundo em seus olhos e dizer, com a voz mais linda do mundo: “acho que sua meia calça está desfiando”… Mas acredito que todos os amigos do Secreto Reino Invisível jamais falariam uma coisa dessas.

Portanto, gostosas e cuecas: ouçam o conselho Invisível. Se vocês têm uma bela voz, utilizem ao máximo esse seu dom. Agora, se você pertence aos times dos parágrafos acima, é bom ir num fonoaudiólogo ou ter aulas de impostação vocal. Pode ser até que você não consiga comer a sua vizinha gostosa com uma bela voz, mas pelo menos você não vai perder a chance, caso ela queira ir à sua casa tomar um cafezinho…

PS.: Aceitamos de bom grado o seu comentário, apenas para apreciar sua bela voz…

Tags: , , ,

Obrigado pelo seu comentário! Volte sempre... =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: